Era uma vez o RADIX

Quem lembra do RADIX? Alguém?! Talvez os mais antigos [rsrsrs]. Talvez os amigos dos amigos que lá trabalharam. Talvez quem passava pelo final da Avenida Caxangá em Recife e se deparava com aquela placa enorme.

Esta semana conversando com um colega comentei sobre o Radix de maneira espontânea (e confesso que saudosista!). De imediato fui tentar acessar o site (www.radix.com.br) e nada! Nem mesmo redirecionou para a página do iG (atual dono do engenho, até onde eu me lembrava). “Mas peraí? Será que não estou esquecendo de algo? Pra onde foi o Radix? O que mesmo era o Radix?”

Bem, lembro que trabalhávamos ainda no ITEPE sob diferentes bandeiras e empresas (Mobile, Wiser e Art Voodoo) e existia um projeto no CIn chamado BRight (BRazilian Internet Guide in Hypertext) que evoluiu para o mecanismo de busca depois chamado de RADIX.

Estou falando de 1999. No cenário internacional tínhamos o Yahoo dominando a busca na internet e o Google surgindo um ano antes. Lembro que no Brasil tínhamos o Cadê.

Pra simplificar bastante…a coisa toda evoluiu, o CVC/Opportunity entrou como sócio investidor e, em um dado momento, as 4 empresas passsaram a funcionar sob a bandeira RADIX que depois virou Mobile….uma confusão (justificável) danada!

Um fato curioso (e até engraçado) é que (de certa maneira) competíamos com o jovem Google. Acreditem! Lembro que era comum no ano de 2000 os sites de buscas sairem do ar. E isso acontecia com uma certa frequência inclusive com o Google. Lembro que fazíamos um espécie de ‘levante‘ quando o Google caía. Mas (como promissor engenho de busca) voltava logo! [rsrsrsrs]

Sem receio em dizer, o Radix foi um divisor de águas para o estado de PE e para o Nordeste. Tínhamos capacidades reais de fazer acontencer um empreendimento nordestino. Errando, acertando e, sobretudo, aprendendo, conseguimos colocar Recife no mapa de startup’s no mercado brasileiro.

O que restou? Muita experiência e vivência em tecnologias de ponta. Muitos novos amigos. Lembranças da época (celebrações, festas juninas, ginástica laboral, …). Quem viveu, viu!

O que foi o Radix então? Simples! Foi um site/engenho de busca Made in Pernambuco.

Parafraseando Chicó, “Só sei que foi assim!”