Cidade em Movimento

Mais do que nomes de ruas e avenidas. Mais do que fotos por satélite da minha vizinhança. Agora o mapa do meu bairro, ou mesmo do trajeto do meu trabalho até minha casa, faz muito mais sentido. Pq? Bem, informações estão sendo inseridas por usuários que desejem compartilhar eventos, fatos, segurança e serviços públicos, etc.

Citix - Cidade em MovimentoEstou falando do Citix [“O CITIX é a nossa cidade em movimento…”]. Sabe aquele sinal ou cruzamento perigoso onde tem sempre assaltos? Sabe aquela boca-de-lobo aberta a meses e que fura o pneu de todos que passam naquela avenida sem atenção? Sabe aquela rua esburacada? Tudo isso vc pode consultar no Citix.

Este é um empreendimento que nasceu dentro do C.E.S.A.R idealizado e implementado (na cara e na coragem) por colaboradores. O Citix tá tomando forma e deve conquistar público.

Passe lá e confira!

(Nossas) Deficiências enquanto Organização/Time

No post Organização deficiente já tinha listado 7 pontos em que Senge chama atenção para o que seriam as principais deficiências nas organizações.

Duas delas em especial chamaram-me a atenção pelo fato de poderem ser identificadas (também) nas organizações dentro da própria organização/empresa: times/equipes de projetos. Vamos a elas:

A Fixação em Eventos. Nossa habilidade em olhar apenas pelos ombros esquerdo e/ou direito faz com que não percebamos que além do que nos acomete de imediato, existem “forças” maiores menos perceptíveis agindo no nosso entorno. Mais uma vez somos “adestrados” e conduzidos (para ser mais polite) a perceber e reagir apenas aos eventos imediatos que rompem nossa zona de conforto. No entanto, as ameaças organizacionais (no âmbito da empesa e/ou do time) são frutos de processos lentos e graduais que formam um padrão de mudança contínuo e persistente em um longo prazo.

E a questão é: não conseguimos perceber este padrão! Muito menos compreender as causas que provocam esses padrões! Somos imediatistas, reativos e, sobretudo, orientado a eventos.

A parábola do sapo escaldado. A referência a este parábola do sapo é interessante em percebermos que DE FATO nosso mecanismo interno na detecção de ameaças à nossa sobrevivência é regulado para mudanças súbitas e não lentas e graduais. Estamos sintonizados apenas em uma única freqüência. Para aprendermos a entender e identificar processos lentos e graduais, precisamos reduzir nosso ritmo frenético [quase impossível para algumas pessoas] e prestar mais atenção ao mundo que nos rodeia.

Temos que nos livrar do destino do sapo!

Sapo Escaldado